Gás Argônio

Gás Argônio (Ar)

Gás incolor, inodoro, não-reativo, inerte, comprimido a altas pressões. Atua como asfixiante por deslocamento do ar atmosférico. Está presente no ar atmosférico na ordem de 0,9% e não forma composto estável com outros elementos.

Categoria

Descrição do produto

Gás incolor, inodoro, não-reativo, inerte, comprimido a altas pressões. Atua como asfixiante por deslocamento do ar atmosférico. Está presente no ar atmosférico na ordem de 0,9% e não forma composto estável com outros elementos.

Nome
Pureza mín.
(%)
O2 (ppm)
N2 (ppm)
H2O (ppm)
CO (ppm)
CO2(ppm)
THC (ppm)
Argônio 4.8
> 99,998
< 3
< 3
Argônio 5.0
> 99,999
< 1
< 2
< 1
< 1
< 0,5
Argônio 5.0 Plasma
> 99,999
< 1
< 2
< 1
< 1
< 0,5
Argônio 6.0
> 99,9999
< 0,3
< 0,2
< 0,2
< 0,1
< 0,1
< 0,1
Argônio Líquido
> 99,9
< 5
< 10

___________________________________________________________

Especificações do Cilindro

Tipo de Cilindro
Presão
Massa
Cor da calota
50 litros
200 kg/cm²

10 m3

Marrom

7 litros
150 kg/cm²

1 m3

Marrom

Duracyl*
9,8 kg/cm²

120 m3

Conexão: ABNT 245-1
Gás Argônio
Não Inflamável

___________________________________________________________

Dados Técnicos do Produto

Propriedades:
Gás incolor, inodoro, não-reativo, inerte, comprimido a altas pressões. Atua como asfixiante por deslocamento do ar atmosférico. Está presente no ar atmosférico na ordem de 0,9% e não forma composto estável com outros elementos.
Peso molecular: 39,95 g/mol
Densidade relativa: 1,378 (ar=1) a 21 °C
Temperatura crítica: -122,5 °C
Pressão Crítica: 49,61 kgf/cm2 abs.
Volume específico: 0,61 m3/kg
Ponto de congelamento: -189,4 °C
Ponto de ebulição: -185,9 °C
Massa Específica a 21 °C e 1 atm:1,650 kg/m3
Características:

Risco principal: alta pressão e sufocação
Toxidez: simples asfixiante
Potencial de inflamabilidade: não é inflamável
Odor: inodoro
Efeitos:
• Exposições a níveis toleráveis, mesmo que rotineiras, não causam efeitos nocivos;
• Não carcinogênico;
• Não causa efeitos ao meio ambiente, pois se trata de um constituinte natural do ar atmosférico.

___________________________________________________________

Exposições e 1º socorros

Características de risco
O Argônio desloca o oxigênio do ar, que está em sua concentração no ar atmosférico de 20,95%. O aumento da concentração do argônio em um ambiente, provoca a queda da concentração de oxigênio. Se essa queda chegar a 16% ou menos, pode causar distúrbios da coordenação motora e acelerar o pulso e a freqüência respiratória. Ao chegar a 14% o indivíduo sente-se cansado, com dificuldade para respirar e tontura. Com 10% sente náuseas, pode perder a consciência e sentir dificuldade para gritar ou se movimentar. Se cair para 6% o indivíduo convulsiona e tem parada respiratória, minutos depois tem parada cardíaca e morre.

Primeiros-socorros:
Levar o indivíduo a um local arejado. Em caso de parada respiratória, proceder com respiração artificial ou boca-a-boca; consultar um médico, se houver dificuldade para respirar, fazê-lo imediatamente.
Se houver contato com os olhos, lavar abundantemente com água e retirar lentes de contato, se for o caso. Consultar um médico.

Equipamentos de Proteção Individual:
• Óculos e calçados de segurança;
• Roupas de algodão;
• Luvas de acordo com a tarefa.

Combate a incêndios:
O gás argônio é um gás não inflamável, porém deve-se ter cuidado com a possibilidade do rompimento do cilindro em caso de calor excessivo do fogo.
Em caso de incêndio, retire todo o pessoal do local. Resfrie o cilindro por 30 minutos com água em forma de neblina, protegido atrás de paredes. No caso de incidência de chamas, não se aproxime do cilindro, há risco de explosão. No caso de cilindros aquecidos, contatar os bombeiros, pois há risco de explosão, resfriar os cilindros por 24 horas, sempre protegido por EPI’s e a uma distância segura.

Controle de vazamentos:
No caso de vazamento, retirar todo o pessoal do locar e interromper o vazamento, se essa medida não apresentar risco.
Ventile o local e leve o cilindro para um local aberto ou ventilado. Antes de permitir a entrada do pessoal ao local, verificar se o local foi bem ventilado e se há oxigenação suficiente.

___________________________________________________________

Manuseio e Armazenamento

Manuseio:
• Não encoste em válvulas ou tubos por onde passem líquidos criogênicos;
• Não arraste ou deixe cair o recipiente;
• Utilize tubulações projetadas para suportar a pressão de trabalho;
• Não utilize metais como o aço carbono, pois quebram facilmente a baixas temperaturas;
• Manusear em locais abertos e bem ventilados;
• Evitar danos aos cilindros por pancadas mecânicas e movimentá-los sempre no carrinho adequado;
• Trabalhar com os cilindros sempre na posição vertical;
• Não submeter os cilindros a equipamentos energizados;
• Utilize tubulações projetadas para suportar pressões de trabalho
• Evitar o contato do produto com riachos, poços, fontes de água, lagos e esgotos pluviais para que não haja a contaminação dos mesmos;
• Sempre utilizar EPI’s

Armazenamento:
• Armazenar distante de locais de passagem de pessoas;
• Armazenar em locais bem ventilados;
• Evitar danos físicos aos recipientes;
• Evitar locais úmidos;
• Evitar fontes de calor próximas ao local de armazenagem;
• Não permitir que a temperatura ambiente atinja mais de 52ºC;
• Os recipientes devem ser cheios em locais adequados e por pessoas qualificadas;
• Armazenar na posição vertical;
• Transportar em veículos adequados;

___________________________________________________________

Aplicações

Utilizado para a criação de atmosferas inertes (ausência de Oxigênio), em analisadores como: Espectrofotômetros de Absorção Atômica com Forno de Grafite, Espectrômetros a Plasma e como gás de arraste em cromatografia.
Utilizado em misturas de proteção para solda e enchimento de lâmpadas.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Gás Argônio (Ar)”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *